URGENTE!!! Tsuname no Japão;

Além de ter causado a morte de pelo menos 337 pessoas (número que pode chegar a mil), o terremoto de 8,9 graus que atingiu o Japão nesta sexta-feira (11) pode ainda causar um vazamento nuclear. Após negar qualquer acidente, o ministro do Comércio japonês admitiu a possibilidade de vazamento radioativo na usina de Fukushima.

Mais cedo, o ministro-chefe do Gabinete, Yukio Edano, já havia informado a retirada da população que vive num raio de 3 km da usina. Ao menos 11 centrais nucleares foram esvaziadas e cerca de 7.000 pessoas tiveram de ser retiradas dos arredores das instalações de Fukushima.

Desde a hora do tremor, técnicos japoneses tentam esfriar o sistema, após o governo decretar estado de emergência no local.

Segundo as autoridades reguladoras do país, a pressão no interior de um dos reatores da usina de Fukushima ultrapassou os limites de segurança. Para reduzir a pressão, é necessária a eliminação de vapor radioativo – segundo o governo, o vapor não prejudica o meio ambiente, nem a saúde humana.

Diante da possibilidade de acidente nuclear, a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, anunciou que os EUA enviaram, com urgência, seladores para as instalações nucleares ao país.

Tremor causa tsunami

O tremor de 8,9 graus provocou um tsunami, com ondas de mais de dez metros que varreram áreas residenciais e fazendas, levando consigo centenas de pessoas, carros, barcos e casas.

A polícia disse ainda ter encontrado entre 200 e 300 corpos boiando na cidade de Sendai. Autoridades afirmam que todos os 1.200 moradores da região de Wakabayashi, em Sendai, foram atingidos pelas ondas gigantes, segundo o site do jornal Japan Times.

Agências de notícias também informam que as autoridades deram por desaparecido um trem de passageiros no nordeste do país. Uma embarcação com cerca de cem pessoas a bordo foi arrastada pelas ondas gigantes de um tsunami na região da cidade de Miyagi, nordeste do Japão, indicaram os meios de comunicação.

As equipes de resgate encontraram de 200 a 300 corpos na cidade litorânea de Sendai.

Brasileiros procuram parentes e entram em pânico

No Brasil, onde há uma grande comunidade de origem japonesa, muitos procuraram associações para saber de amigos e parentes. E muitos brasileiros no Japão também relataram os momentos de medo que viveram devido ao terremoto e ao tsunami.

A situação continua grave no país, que teve ao menos uma unidade petroquímica, perto da cidade de Sendai, em chamas. Apesar do incidente, a Petrobras, que opera instalações no Japão, informou que não sofreu danos. A rede americana CNN afirma que 80 focos de incêndio foram registrados no Japão.

Apesar do rigor com que o terremoto atingiu o Japão, a situação em outros países que também receberam o tsunami foi mais calma. A Indonésia, as Filipinas e o Estado americano do Havaí informaram que praticamente não houve danos. As ondas gigantes ainda devem atingir outros Estados, alguns deles na costa americana do Pacífico.

Fonte:R7.COM

POR: LEONARDO MULLER

Anúncios

URGENTE!!!! Tsunami no Japão,chega à costa Latina

As primeiras ondas do tsunami provocado pelo poderoso terremoto que atingiu o Japão chegaram nesta sexta-feira à costa do Pacífico da América Latina, no México, colocando a maioria dos países da região em estado de alerta.

As ondas atingiram o litoral do estado mexicano de Baja California (noroeste) por volta das 14h30, horário de Brasília, e devem descer progressivamente até Puerto Williams, no extremo sul do Chile, onde os efeitos do tsunami são esperados por volta das 3h, horário de Brasília, de sábado.

“Ele já chegou a Ensenada. Nós registramos uma alta moderada do nível do mar de meio metro. Mas as ondas podem talvez chegar a um ou dois metros de altura”, explicou Modesto Ortiz, pesquisador de um centro de Ensenada, que fica no estado de Baja California.

O governo do México decretou o alerta na costa do Pacífico, mas informou que o fenômeno representava “um risco moderado”.

Na América Central, Costa Rica, Honduras, Guatemala, Nicarágua e Panamá também emitiram um aviso de alerta de tsunami para a região banhada pelo Pacífico.

O estado de alerta vermelho decretado em Honduras implicou na mobilização de dispositivos de resgate para efetuar a evacuação de milhares de pessoas.

El Salvador, por sua vez, apenas emitiu um “aviso”, pedindo à população para se distanciar da costa e ficar atenta às informações.

Mais ao sul, no Equador, o presidente Rafael Correa decretou estado de emergência por um período de até 60 horas e ordenou “a evacuação de todos os habitantes do litoral do país e da província das Galápagos” (a mil quilômetros ao oeste da costa equatoriana), ou seja, cerca de 300 mil pessoas.

A Colômbia não passou por grandes problemas, mas reforçou a vigilância de 16 cidades litorâneas, segundo a entidade de prevenção de desastres.

No sul do continente americano, o Chile, que já foi devastado por um terremoto de magnitude 8,8 e um tsunami que deixaram 555 mortos e desaparecidos, e o Peru emitiram alertas preventivos, além de pedir que a população mantenha a calma.

No Chile, as autoridades decretaram a evacuação de zonas costeiras da Ilha de Páscoa, com cerca de 4 mil habitantes e situada a mais de 3.500 km do litoral oeste, antes da chegada do tsunami, prevista para 17h55, horário de Brasília.

Fonte:R7.COM

POR: LEONARDO MULLER