Mais sobre música: Panic! at the Disco

Essa é pra você que gosta de música boa e criativa! Essa é uma das 10 melhores bandas de Rock Alternativo, aqui tem a história dela, espero que gostem! Boa Leitura!

Panic! at the Disco:

O Panic! at the Disco é uma banda norte-americana de Rock Alternativo, com influências do punk rock e indie rock, formada em Las Vegas, Nevada em 2005.

Tudo começou quando com doze anos, Ryan Ross pediu uma guitarra aos seu pais como presente de Natal, enquanto Spencer Smith pedia ao seus pais uma bateria, assim os dois poderiam começar a tocar juntos. “Na verdade, naqueles primeiros anos, tudo o que fizemos foram covers do blink-182”, lembra Spencer, rindo. A banda eventualmente amadureceu, e recrutou os colegas de classe Brent Wilson e Brendon Urie para o baixo e vocal, respectivamente. Com a última arrumação feita, a recém-nascida Panic! At The Disco começou a praticar na sala de estar da avó de Spencer e a compor as músicas que iriam eventualmente colocá-los no caminho para o álbum A Fever You Cant Sweat Out.


Mais tarde, após assinar o contrato, as coisas ficaram sérias e começaram a andar muito rapidamente. Spencer e Brent terminaram a escola por ensino à distância; Brendon tinha aulas durante o dia, praticava durante a noite e passava com muito esforço em seu último ano escolar. Ryan, porém, decidiu abandonar a escola no fim de seu primeiro ano, causando uma grande discordância com sua família. Foi uma batalha ele me entender! Diz Ryan.


Os quatro amigos então fizeram as malas, saíram de casa e foram para College Park, em Maryland, para gravar o álbum de estreia com o famoso produtor Matt Squire, que já trabalhou com Thrice e The Receiving End Of Siren. Nós não queríamos fazer um álbum que tivesse 11 faixas da mesma música, explica Ryan. Para ter certeza de que isso não aconteceria, a banda teve o conceito de dividir o álbum em duas partes: a primeira sendo futurista, cheia de bateria elétrica e sintetizadores, e a segunda sendo nostálgica, cheia de pianos vaudeville e acordeões. Eram dois extremos de influências sendo colocados um ao lado do outro: temos a música mais eletrônica no álbum e também temos a mais antiga e fora de moda. A banda pegou certos ponto de suas maiores influências: a estrutura melódica do Third Eye Blind, instrumentação teatral Real e as vívidas e narrativas letras do Counting Crows.

A banda se tornou grande no PureVolume, ficando continuamente no Top 10 de bandas contratadas, e no MySpace, ficando em primeiro na parada indie, e quando voltaram a Las Vegas depois de gravar, realizaram uma apresentação na cidade-natal – na verdade a primeira ao vivo da banda e mais de duzentas pessoas apareceram. Os pais do garotos, especialmente os de Ryan, perceberam que a banda era mais que um hobby e viraram membros de carteirinha da banda.

 

Quer ouvir algumas músicas do Panic! At The Disco ? Entrem no site aí!

http://letras.mus.br/panic-at-the-disco/ Bom proveito!

 

ass: Luana

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s