Dúvidas frequentes da Língua Portuguesa

Com certeza você já deve ter ficado em dúvida sobre a escrita correta de alguma palavra. Na língua portuguesa isso até que é muito comum, pois temos um idioma bastante complexo. Abaixo seguem algumas explicações sobre certas dúvidas  que costumamos ter.

Maquiagem ou maquilagem?

As duas formas na realidade estão corretas, sendo o mais comum a palavra maquiagem. Maquiagem ou maquilagem vem do francês maquillage, e que se adaptou na nossa língua nas duas formas.

Verruga ou berruga?

Verruga ou berruga são corretos tanto pelo Dicionário Houaiss e da Academia Brasileira de Letras.

Assobio ou assovio?

As duas formas são consideradas corretas.

Xerox ou xérox?

As duas pronúncias estão corretas. Devemos nos atentar apenas para o acento. Usando tais palavras estaremos incorrendo em metonímia: a marca pelo produto. Cópia ou fotocópia poderá substituir.

A presidente” ou “a presidenta”?
Tanto faz. As duas formas são consideradas corretas. Note que a forma “presidenta” segue a tendência natural de criarmos a forma feminina dos substantivos com o uso da desinência “a”, como ocorre em: trabalhador/trabalhadora, fotógrafo/fotógrafa, etc.

Na língua portuguesa, temos também a opção da forma comum de dois gêneros, como ocorre em: o jovem/a jovem, o estudante/a estudante, etc.

No entanto, lembre-se de que há palavras que aceitam as duas possibilidades: o chefe/a chefe ou o chefe/a chefa, o parente/a parente ou o parente/a parenta, o presidente/a presidente ou o presidente/ a presidenta.

“Gravidezes” existe?
Sim. As palavras terminadas em “z” têm forma plural com o acréscimo de “es”. Exemplos: felizes, capazes, rapazes, avestruzes, gizes, gravidezes.

Muçarela, mozarela ou mussarela?

Muçarela, ou mozarela, provém do italiano mozzarella, diminutivo demozza, cujo significado é leite de búfala ou de vaca talhado com uma espécie de fungo chamado mozze.

Muito bem. Então, do italiano mozzarella, com dois zês, surgiu, no nosso idioma, a palavra mozarela, com um zê só, já que na nossa língua, não há a duplicação de consoantes, salvo raras exceções.

Há uma convenção ortográfica na Língua Portuguesa que transforma o zem cou em ç: feliz – felicidade; capaz – capacidade.

Da palavra mozarela surgiu a variante muçarela, com cedilha, em virtude dessa convenção.

Talvez, como a palavra italiana tem dois zês, nós, brasileiros, tenhamos simplesmente os trocado inadvertidamente por dois esses. É, porém, inadequado ao padrão culto da língua escrever mussarela.

“Meio-dia e meio” ou “Meio-dia e meia”?

A forma correta é “meio-dia e meia”. Lembre-se de que você está falando sobre horas e, portanto, a frase completa ficaria “Meio-dia e meia hora”. Quando você suprime a hora no final, o “meia” deve permanecer, pois refere-se à hora.

Como devemos escrever as horas?

A maneira correta de escrever as horas é assim: 18h52. Só se coloca min (e sem ponto) quando tiver segundos: 15h42min10. Observaram que não precisou do “s” também, não é? A escrita de metro deve ser “m” somente, nada de 10 mts.

Não diga (o certo é):

– Menas (sempre menos)
– Iorgute (iogurte)
– Mortandela (mortadela)
– Mendingo ( mendigo )
– Di menor, di maior (é simplesmente maior ou menor de idade)
– Cardaço ( cadarço)
– Asterístico (asterisco)
– Beneficiente ( beneficente – lembre-se de Beneficência Portuguesa)
– Meia cansada (meio cansada)

Fonte:  http://www.soportugues.com.br/secoes/FAQ.php?indice=4

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s