Crônicas!!!

Aqui estão algumas cronicas que alunos da nossa escola fizeram:

Amor de adolescência

Quando viramos adolescentes, sentimos vários sentimentos ao mesmo tempo, ficamos felizes, tristes, com raiva, mas o sentimento que fica mais confuso é o amor.

Ficamos indecisos, não sabemos se gostamos de um ou de outro, piora quando tem um garoto que gosta de você, e você não gosta dele.

Muitas vezes você fica com medo de magoá-lo e fica sem saber o que fazer.

Gostaríamos que a decisão fosse mais fácil, que tudo se resolvesse em um piscar de olhos mas infelizmente não é assim, temos que tomar nossas próprias decisões, como na história abaixo:

Nós éramos amigos, somente amigos, não conseguíamos ver um ao outro como qualquer outra coisa.

Nós tínhamos quase a mesma idade, então viramos adolescentes quase junto. Os professores disseram que nós quando entrássemos na adolescência mudaríamos o estilo, o jeito de agir e pensar.

E foi o que aconteceu, me apaixonei por ele, não sabia se ele gostava de mim ou não, tinha medo de contar a todos o que sentia, pois não sabia como ele iria reagir, se iria deixar de ser meu amigo ou se também gostava de mim.

Conversei com minhas amigas e elas me disseram que eu teria que tomar minha própria decisão.

Minha decisão foi tentar não gostar dele, decisão muito difícil, pois afinal como parar de gostar de alguém? Principalmente de alguém que você vê todo dia, que vive com você na escola?

Mas tive que tomar essa decisão, pois afinal, pois afinal é muito mais importante uma amizade do que uma paixão de adolescência.

Nome: Cátlin Rodrigues Jacobus

Turma:812

Vida?

Não, apenas uma parte dela chamada adolescente. Fase onde achamos que somos adulto, e que somos donos do nosso próprio nariz, queremos “curtir”, “ficar”, “relaxar”. Não medimos consequência, não temos medos de cometer erros com danos irreversíveis.

Porque não existe um manual de instrução, é muito complicado. Muitas vezes queremos pegar atalhos, ir à contramão. Outras vezes acabamos derrapando, saindo da pista, subindo na calçada. E ainda há pessoas que dizem que é a fase mais linda. Não sei de onde tiraram isso.

Quando entramos na adolescência, somos piores que piloto de corrida sem habilitação.

Será que vale apena? Sofrer por garotos, ficar horas na frente do espelho, não ter um bom relacionamento com os pais, reclamamos de tudo?

Por que a adolescência não é tão fácil como dirigir?

Muitas vezes, espinhos nós fazer sofrer, mas temos que lutar, lutar para sobreviver.

Sim, vale apena. Devemos ficar lutar, com todas as forças e juízo que há em nós, pois não somos covardes.

Muitas vezes nos encontramos sem, direção, pensamos que chegou nosso fim.

Nunca se sentiu assim, sem ter ande apoiar, uma mão para segurar a sua, ouvir uma voz te falando o que fazer, te dando bons conselhos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s