Vidas abreviadas

Nessa última  quinta-feira,  um grave acontecimento deixou o país todo chocado, na Escola Municipal Tasso da Silveira, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Um ex-aluno, identificado como Wellington Menezes de Oliveira, 24 anos, teria entrado e efetuado vários disparos, matando 12 pessoas: 10 meninas, 2  meninos. Destruindo  vários sonhos de várias meninas e meninos, que queriam ser advogado, marinheiro, modelo, jogador de futebol, veterinária, professora, pediata.

A revista Veja dessa semana publicou uma reportagem sobre o caso, apresentando um pouco sobre as vítimas e seus sonhos interrompidos.

Luiza Paula, apenas com 14 anos, sonhava ser professora, nas últimas semanas estava comentado com suas amigas do  seu aniversário de 15 anos com seus preparativos, prevista para setembro deste ano.

Milena dos Santos, 14 anos, adorava jogar futebol, queria ser advogada…

Igor Moraesda Silva, 14 anos. O primeiro a dar o alerta à família do adolescente foi o seu irmão caçula, Eduardo de 9 anos, que estuda no mesmo colégio. Ao ver o irmão caído, saiu correndo para contar para seus pais.

Rafael Pereira da silva, 14 anos, era o piadista da turma. Foi alvejado no pescoço. Queria ser programador.

Jéssica Guades Pereira, 15 anos, estava na sala da primeira turma a ser invadida pelo atirador. Foi alvejada ainda sentada, com seu sonho de ser Oficial da Marinha. No seu orkut, Jéssica fazia parte da comunidade que pedia justiça para os assassinos da menina Isabella Nardoni.

Laryssa Silva Martins, 14 anos, sonhava em trabalhar no mar.

Embora não costumasse sair muito de casa, a estudante Ana Carolina Pacheco da Silva, de 13 anos, adorava agitar a turma na escola. Seu sonho era ser veterinária!!!

Apaixonada por crianças, Bianca Tavares da Rocha com apenas 13 anos, planejava ser pediatra.

Samira Pires, de 13 anos , era aquela meninas que possuem muitos admiradores e adorava rock.

Bonita, falante e vaidosa, Mariana Rocha de Souza de 12 anos era muito paquerada pelos garotos. Queria ser modelo e fotógrafa.

Karine Lorraine de Olivira, 14 anos, era fã de esportes e praticava atletismo em uma escola militar.

Sorridente, a estudante Larissa dos Santos Atanásio, 13 anos já havia se apresentado em desfiles para lojas de roupas do bairro, queria ser modelo.

É triste perceber que sonhos tão variados foram encerrados covardemente por um sujeito cruel, sem respeito à vida, que condenou à morte adolescentes, e suas famílias, à eterna tristeza pela perda prematura e trágica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s